CONEXÃO SEM LIMITE

http://www.penhacronicasboselli.com/

Publicado por Cronicas/poesias/reflexões em Sexta-feira, 1 de março de 2019

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

VALE AMARGO




VALE AMARGO

lama grossa,lama escura
caudalosa e obscura
a serpente escorrega
pelo vale em plena fúria

sem controle,sem piedade
engole tudo pela frente
mata bicho,mata peixe


mata o verde e mata gente

o destino em desatino
a natureza caída em pranto


os homens incrédulos gemem
fazendo cara de espanto

Ha que ter  culpados da sina
 o desastre é culpa de humanos
porque a  natureza,sábia e perfeita

                 não faz maldade e não causa danos.

                                                                           Maria da Penha Boselli* / 2017


Nenhum comentário:

Postar um comentário

A QUEDA DO MACACO VELHO

Os bichos da floresta se reuniram para falar ao macaco velho que não lhe queriam mais como rei. O macaco velho fingiu que não entendeu, se...